pis entre 1971 e 1988

Pis entre 1971 e 1988: O Impulsionamento do Trabalho Formal no Brasil

Introdu??o:
O Programa de Integra??o Social (PIS) é um benefício instituído pelo Governo Brasileiro com o objetivo de promover a integra??o do empregado na vida e no desenvolvimento da empresa. Entre os anos de 1971 e 1988, o PIS passou por importantes transforma??es que tiveram impacto significativo na economia e no mercado de trabalho.

Capítulo 1: A cria??o do PIS em 1971
Em 13 de setembro de 1971, foi instituído o PIS, através da Lei Complementar no 7/1970. O programa tinha como propósito principal a integra??o do empregado na vida e no desenvolvimento da empresa. O PIS buscava estabelecer uma parceria entre o governo e as empresas, visando o estímulo à produtividade e a manuten??o de empregos.

Capítulo 2: Transforma??es na década de 1970
Na década de 1970, o Brasil passava por um período de crescimento acelerado e industrializa??o. O PIS foi fundamental para impulsionar o trabalho formal, visto que desempenhava um papel importante na consolida??o do vínculo empregatício. Além disso, o programa beneficiava os trabalhadores com o Abono Salarial, um valor adicional pago anualmente aos que se enquadravam nos critérios estabelecidos.

Capítulo 3: A reformula??o do PIS em 1976
Em 1976, o PIS foi reformulado pela Lei Complementar no 26/1975. Essa reforma trouxe mudan?as significativas, como a cria??o do Fundo de Participa??o PIS-PASEP (Programa de Forma??o do Patrim?nio do Servidor Público), que unificava o PIS e o PASEP (Programa de Forma??o do Patrim?nio do Servidor Público). Com essa unifica??o, o programa passou a ter alcance nacional e englobava tanto os setores público como privado.

Capítulo 4: O período de instabilidade política e o PIS entre 1981 e 1988
Na década de 1980, o Brasil enfrentou um cenário de instabilidade política, hiperinfla??o e crise econ?mica. Nesse contexto, o PIS cumpriu um papel importante ao oferecer estabilidade e benefícios aos trabalhadores formais. O programa se tornou ainda mais relevante, pois fornecia recursos essenciais para o sustento das famílias brasileiras.

Capítulo 5: Os desafios da redistribui??o de renda e o PIS
Durante o período entre 1971 e 1988, o PIS foi uma das ferramentas utilizadas pelo governo brasileiro na luta pela redistribui??o de renda no país. O programa visava proporcionar melhores condi??es de vida aos trabalhadores formais, promovendo a inclus?o social e a redu??o das desigualdades.

Conclus?o:
O PIS entre 1971 e 1988 desempenhou um papel fundamental na promo??o do trabalho formal no Brasil. Através das reformula??es e dos seus benefícios adicionais, o programa contribuiu para a estabilidade e a seguran?a dos trabalhadores, consolidando-se como uma importante ferramenta de redistribui??o de renda. Nos anos que se seguiram, o PIS continuou a evoluir, adaptando-se às necessidades do país e buscando sempre impulsionar o desenvolvimento social e econ?mico.